Recicla

5 dicas para voltar à rotina de forma sustentável

Acabadas as férias, deixamos-lhe cinco sugestões para o regresso ao dia a dia do resto do ano sem descartar o cuidado a ter com o futuro do planeta

Nas férias andou mais de bicicleta e deixou o carro em casa. Aproveitou para apostar mais na reciclagem, começou a usar aquele kit de talheres reutilizáveis para evitar o desperdício e conteve-se na utilização do ar condicionado. Tudo isto são hábitos a manter, mesmo que agora o tempo seja de voltar ao trabalho ou às aulas, no caso dos mais novos. É que, ainda que as férias tenham acabado, não acabaram as preocupações com o ambiente.

1. Fazer reciclagem em todo o lado
Agora que já tem um ecoponto doméstico e faz a separação de todos os resíduos, porque não dar um passo em frente e passar a usar também os pontos de recolha para óleos, pilhas e eletrodomésticos avariados? É uma maneira de ver todos os seus resíduos reaproveitados.
E se no seu escritório ainda não há o hábito de reciclar, implemente-o. Basta um ecoponto domestico ou, em alternativa, caixotes ou sacos diferentes para que os seus colegas percebam que os resíduos não vão todos para o mesmo sítio.

2. Evite andar de carro
Se nas férias aproveitou o bom tempo para andar mais a pé, de bicicleta ou de trotineta, porque não continuar agora com esses hábitos? Em Lisboa — e também noutras cidades do país — já existem redes de bicicletas e trotinetas partilhadas.
Se isso não for uma opção na sua deslocação casa-trabalho, considere utilizar os transportes públicos que possam substituir o uso do carro nesse trajeto. Agora já está disponível o Passe Navegante Família (Metropolitano ou Municipal), com custos substancialmente reduzidos. Não só poupa dinheiro como também horas passadas no trânsito, já para não falar na contribuição para a diminuição de emissões de CO2.

Se, no entanto, para si o carro é essencial, tente ver na empresa se poderia dividir boleias com colegas ou, na hora de levar as crianças à escola, esse trabalho poder ser dividido entre os pais.

3. Prepare as refeições em casa
Além de ser uma opção mais amiga do orçamento familiar, é mais saudável e ecológica. Compre embalagens reutilizáveis ou marmitas e um conjunto de talheres que possa usar, lavar e voltar a usar. Pode juntar a este kit um guardanapo de pano e um frasco reutilizável, caso tenha o hábito de beber sumos frescos.

Munido deste kit, está preparado para levar o almoço para o trabalho ou preparar o lanche da escola para os miúdos. Assim, sabe exatamente aquilo que está a comer, evita produtos industrializados e processados.

4. Destralhe a roupa de verão
Nada como uma mudança de estação para dar a volta ao armário. Abra as gavetas e ponha tudo cá para fora. Depois, escolha aquilo que ainda vai usar no próximo verão e descarte o que já não serve, já não gosta ou já não está em condições. A partir daí, guarde o essencial e aquilo que já não vai aproveitar, ofereça aos amigos, venda — existem diversos mercados e até grupos nas redes sociais para esse efeito — ou doe a uma instituição de caridade.

5. Começar a fazer compostagem
Se já faz reciclagem, está na hora de fazer ainda mais. Os resíduos orgânicos também podem ganhar uma nova vida se aderir à prática da compostagem, um processo 100% natural com o qual os restos de vegetais são transformados em fertilizante para a terra.

Caso tenha um quintal ou uma varanda grande, pode fazê-lo em casa, mas se não for o caso saiba que em Lisboa existem já cinco compostores comunitários, instalados no Parque Central da Amadora, no Jardim do Ecobairro em Vila Franca de Xira, na Quinta Pedagógica dos Olivais e em Odivelas, no Parque Integrado da Ribeirada e no Parque Verde das Colinas de Cruzeiro.