Recicla

A Wonther quer reciclar peças de joalharia

Alguma vez pensou em reciclar peças de joalharia? Não? Mas é o que a Wonther quer fazer, incentivando os clientes a dar nova vida aos acessórios de prata que já não são utilizados.

A marca, lançada oficialmente no final de 2019, dedica-se à produção e venda de colares, brincos, pulseiras e anéis, criados de forma ética e sustentável e certificados pelo Responsible Jewellery Council.

Com esta certificação, a fundadora, Olga Kassian, assegura que “todo o processo de extração, produção e processamento do minério não destrói a superfície terrestre” e que “não são utilizados químicos prejudiciais ao ambiente”.

Olga Kassian, fundadora da Worthen

O objetivo da Wonther passa, então, pela redução do impacto ambiental que este tipo de produtos gera, mas, tal como afirma a sua criadora, “nada é perfeito e as peças mais sustentáveis são as que são recicladas”.

Foi exatamente com base nesta premissa que a campanha “Love, Give Back, Repeat” ganhou vida. A ideia é incentivar à reciclagem destes materiais, convidando os consumidores a doá-los à marca para esse efeito, sendo que, em troca, recebem um desconto numa próxima compra.

Com uma quantidade significativa, tornar-se-á possível criar coleções com matéria-prima 100% reciclada, sem necessidade de recorrer à extração de minério, tornando este tipo de acessórios mais amigos do ambiente.  

“Os metais preciosos são reciclados na sua totalidade sem perder qualquer tipo de propriedade”, refere Olga. Depois de adquiridos os materiais, existem vários passos até ao momento de serem transformados em novas peças, entre eles a avaliação do teor de prata, a fundição do metal e alguns procedimentos legais.

A campanha visa recolher diversos objetos de prata, não apenas peças de joalharia e até ao momento Olga Kassian afirma que está a ter “um impacto positivo”, pois “as pessoas gostaram da ideia e querem contribuir”.