Recicla

Águeda: uma cidade no top 100 das mais sustentáveis do mundo

O mais certo é já ter ouvido falar nos chapéus coloridos com que Águeda cobre algumas das suas ruas. É um bom motivo para uma visita, mas agora há outro: é que a cidade está entre as 100 mais sustentáveis do mundo. Vale ou não vale a pena ir?

A escolha é da fundação Green Destinations e esta foi a segunda vez consecutiva que a cidade viu reconhecidas as suas boas práticas, conquistando lugar numa lista com destinos de mais de 35 países. Em 2019 já havia sido distinguida como Melhor Destino Sustentável da Europa.

Com este top, a fundação pretende mostrar os bons exemplos e inspirar outros destinos a darem passos no sentido de se tornarem mais sustentáveis, logo mais atrativos do ponto de vista da experiência de quem os visita.

E o que é que Águeda tem feito? Tem, por exemplo, investido na mobilidade sustentável, através de uma rede de ciclovias urbanas, de áreas livres de carros, da criação de uma rede de trilhos para pedestres e do incentivo à utilização das bicicletas eletrónicas públicas.

Se ficou com curiosidade de conhecer esta cidade sustentável do centro do país, aqui ficam algumas boas razões para poder dizer “aqui vou eu”:

A Pateira de Fermentelos é a maior lagoa natural da Península Ibérica. Começou a formar-se no século XV e dependente da altura do ano pode atingir até 5 km2. Ao longo da sua extensão existem vários coretos e acessos para que se observar as aves e a paisagem pantanosa. Garças vermelhas, águias-sapeiras e milhafres são alguns dos residentes desta zona que é também casa de tainhas, carpas e enguias, entre vários outros peixes.

Igualmente com vários séculos de existência encontra-se neste município a ponte medieval do Marnel. Com indícios de que remota ao século XIII, esta estrutura está disposta sobre cinco arcos e não podendo ser atravessada, o parque que a integra permite avista-la em todo o seu comprimento, assim como a paisagem envolvente. Com passadiços e espaços verdes sobre a água, aqui pode encontrar locais para merendar e ficar a apreciar a natureza à volta. 

Outra forma de se envolver de uma forma sustentável nesta cidade é através de percursos pedestres. Águeda tem mais de 100 km de caminho em 12 trilhos diferentes que conduzem os aventureiros por mais de 60 pontos de interesse dispersos. Estes passeios de média e baixa dificuldade conduzem os visitantes pela serra, pelas aldeias de granito, pela cidade e dão a conhecer o património cultural e até gastronómico da região.

Instalação do AgitÁgueda Art Festival

Além destes pontos de interesse o AgitÁgueda Art Festival é o eco festival anual que traz a arte urbana e os chapéus de chuva coloridos às ruas da cidade. Este ano, devido à pandemia, acabou por não se realizar, mas já tem data marcada para o mês de julho do ano que vem.

Águeda tem muito para ver e descobrir em qualquer altura do ano. Se visitar esta cidade sustentável, adote também práticas amigas do planeta. Não deixe lixo no chão, coloque as suas embalagens nos ecopontos e respeite as paisagens e espaços naturais.