Recicla

Arte ecológica é no MYKUBO

O MYKUBO é uma loja online que reúne o trabalho de artistas, artesãos e designers portugueses. O projeto nasce pelas mãos de Ana Marques e procura não só revelar talentos portugueses, como também comprometer-se com a sustentabilidade.

As artes e a admiração pelos artistas e as suas histórias foram uma das motivações de Ana Marques. Mas não a única: é que, criado “da vontade imensa de reunir o melhor que existe em Portugal”, o MYKUBO procura apelar ao consumo consciente e nacional.

Nasceu em plena pandemia, mas a sua fundadora afirma que o público não só reagiu “muito bem”, como “esta realidade social e económica está a permitir uma nova tomada de consciência sobre o que se compra e como se compra”. Ana Marques explica que, muitas vezes, “a peça não existe em stock, mas o cliente valoriza o artista enquanto pessoa, respeitando o tempo que ele dedica à peça e a originalidade da mesma”.

Nesta loja pode encontrar um pouco de tudo, desde roupa e calçado a mobiliário ou peças de arte. Entre marcas e artistas, contam-se mais de 20, todos eles empenhados em respeitar princípios de sustentabilidade, como a reciclagem e a escolha de materiais duráveis.

Cada artista, com o seu processo de produção, procura explorar o lado sustentável das suas matérias-primas, recorrendo a materiais duráveis, éticos, criados de forma atenta ao consumo de energia e de água e aos químicos incorporados. São disso exemplo, como refere Ana Marques, “as malas da Maria Descalça, da autoria de Marisa Almeida, que reutiliza sacos de plástico que estão em fim de vida”; as peças de roupa ABLESIA, criadas a partir de excedentes e matérias-primas de fábricas locais, ou a marca Musgo, que reutiliza madeira de outras mobílias para a sua produção de candeeiros.

Promovendo o encontro entre os admiradores de arte e os produtores da mesma, este posto de venda online acredita em produtos criados por “pessoas autênticas que contam histórias e emoções em cada detalhe da sua peça”, como se pode ler no seu manifesto.

Créditos das Fotografias: Ricardo Milne e Malga