Recicla

João Cajuda: “A reciclagem é fundamental para um mundo mais sustentável”

Começou por ser ator, mas o gosto pelas viagens levou a melhor. João Cajuda preocupa-se com o ambiente não só quando está em casa, mas também quando anda a conhecer o mundo,

Separa as suas embalagens para reciclagem?
Sim, faço reciclagem há cerca de oito anos, mais ou menos.

Qual a importância que atribui à reciclagem?
Acho que é fundamental para um mundo mais sustentável. Permite dar um novo uso a grande parte das coisas que usamos em casa e que iriam para o lixo, nomeadamente o cartão, os plásticos e o vidro.

Quais são os principais hábitos sustentáveis que tem no dia a dia?
Além de fazer reciclagem, raramente uso o carro em Lisboa, opto por andar a pé, de bicicleta ou de metro. Uso sacos reutilizáveis quando vou às compras, compro sacos biodegradáveis para passear o cão. Evito usar palhinhas, copos descartáveis, etc.. Tomo duches rápidos, como pouca carne e tento comprar alimentos locais e biológicos.

E quando viaja, quais são os principais cuidados a nível ambiental?Quando viajo é mais difícil, mas tento sempre ter um cantil para encher de água, em vez de estar, constantemente, a comprar garrafas. Apanho sempre lixo quando o encontro pela natureza. Procuro ficar, quando é possível, em hotéis que tenham uma política de sustentabilidade implementada. Uso a mesma toalha de banho durante a estadia.

Há algum país ou região onde a poluição ou o lixo o tenham chamado mais à atenção?
Sim, há países cujos hábitos precisam de ser alterados, é preciso que os governos invistam na educação ambiental. A Indonésia, por exemplo, tem zonas bastante poluídas, mas creio que a comunidade já começa a despertar para este problema. Mas, não é preciso ir longe; em Portugal, há cidades e praias onde encontramos muito lixo, infelizmente, é comum ver locais e turistas a deitar lixo para o chão.

Qual foi o país ou região onde as normas de reciclagem ou de recolha de lixo o tenham deixado mais surpreendido pela positiva?
Creio que o Japão é um excelente exemplo. A população é extremamente cuidadosa e não se vê lixo nas cidades. Creio que têm incentivos para a reciclagem e o país investe muito em tecnologia para reaproveitar materiais.

As questões ambientais são uma preocupação ou um critério na escolha das viagens que organiza?
Sim, embora nem sempre seja fácil em locais remotos para onde organizamos viagens. Tentamos escolher hotéis com boas práticas e facultamos sempre um PDF com indicações aos viajantes para serem turistas responsáveis. 

Que conselhos são esses a ter em conta na hora de viajar?Nomeadamente, não deitar lixo para o chão, usar cantis para a água, optar por um consumo local, evitar ao máximo plásticos descartáveis, não usar uma toalha diferente todos os dias. Proteger a fauna e a flora. Não pisar corais, não comer delicatessens locais, porque, muitas vezes, são pratos típicos, mas também animais em vias de extinção. Educar o próximo. Sejamos honestos, já́ todos fomos ingénuos e cometemos alguns destes erros no passado sem ter noção do impacto que estávamos a causar. Mas é importante tomar consciência e passar a mensagem: se vires alguém que talvez não tenha a noção do erro que está a cometer, seria sensato dizer-lhe algo, de forma educada e simpática, sem julgar.