Recicla

Junte-se a nós: recicle mais e melhor!

Sete em cada dez lares já reciclam. Mas a Sociedade Ponto Verde tem uma missão: levar a reciclagem a todos.

Imagine uma pilha de embalagens recicladas equivalente a seis viagens de ida e volta à Lua. Parece muito? Mas é possível. É nisso que acredita a Sociedade Ponto Verde (SPV), que acaba de lançar o “Manifesto da Reciclagem”, com o qual se propõe mobilizar os portugueses para esta causa.

E é fácil fazer da separação de resíduos um hábito de rotina diária. Mas, a SPV não quer que tenha dúvidas e, por isso, acompanha o manifesto de um conjunto de vídeos que, de uma forma simples,  partilham dicas, desconstroem mitos e ideias erradas sobre a reciclagem, além de apresentarem números que mostram como é importante separar os resíduos.

Nos vídeos, encontra resposta para questões como: “É preciso lavar as embalagens?”, “Posso reciclar embalagens com gordura?”, “Onde se colocam os pacotes de bebidas?”, “Os guardanapos podem ser reciclados?” ou “Tudo o que é vidro vai para o vidrão?”.

E também vai ficar a saber que se reciclássemos todas as embalagens de plástico vendidas o ano passado teríamos matéria-prima para produzir cadeiras para mais de dois mil estádios. Ou que as latas que reciclamos, a cada ano, pesam o mesmo que 16 mil carros. Ou ainda que, a cada minuto, reciclamos tantas embalagens de vidro que dariam para subir ao Cristo Rei duas vezes.

Mas também vai ficar a saber que há 45 mil pontos de separação de embalagens em Portugal. O que quer dizer que, certamente, há um perto de si. Basta seguir as cores: amarelo, azul e verde. São as cores do manifesto da SPV: “Somos pelo plástico, metal e pacotes de bebidas no ecoponto amarelo. Somos pelo papel e cartão no ecoponto azul. Somos pelo vidro no ecoponto verde.”

E a SPV quer que façam ainda mais parte da sua vida. Sem desculpas. Sem dúvidas. “Quantos vezes usou uma desculpa para deitar aquela garrafa de plástico no lixo normal? Quantas vezes não colocou a embalagem de iogurte no caixote por preguiça e porque teria de a lavar? Quantas vezes colocou um pacote de leite ou de sumo no ecoponto azul? Estes pacotes não são de papel e por isso só têm um destino: o ecoponto amarelo”. E, por isso, deixa o desafio: “Se dissermos que não é preciso lavar as embalagens e tirar-lhes o rótulo, que basta escorrer, espalmar e fechar, vai passar a reciclar?”.

Há espaço para reciclar mais e melhor. Em nome das futuras gerações, de um futuro mais sustentável. Mas, se ainda tem dúvidas, espreite de novo as dicas da SPV.