Recicla

Mime o seu animal de estimação enquanto faz upcycling

Seja cão, gato, ou outro patudo que ande lá por casa, todos gostamos de mimar os nossos animais de estimação. E porque não juntar a esta ação uma vertente ambiental?

Neste Mãos à Obra damos-lhe duas sugestões de como fazer upcycling e deixar os pequenos companheiros mais felizes.

Assim, se tiver roupa estragada ou que já não esteja em condições de reutilizar para o mesmo efeito, estas ideias são uma boa solução para lhes dar uma nova vida e não as deitar no lixo.

Mas concretizemos! Tem calças de ganga debotadas ou com manchas que já não saem? E almofadas velhinhas ou estragadas? Junte as duas e dê forma a uma cama confortável para o seu gato ou cão. Talvez fiquem confusos num primeiro instante, mas depois de experimentarem este novo espaço que criou para eles não vão querer outra cosia…

Ideia original de Jeremy Mills

Comece por coser os pés das calças. Depois, preencha-as com o máximo de enchimento que puder – tirado da almofada velha – e até à zona da cintura. De seguida, pode utilizar um cinto que já não use ou coser também a zona da cintura para que o interior não fique à vista e não saia com facilidade. Por fim, “sente” as calças com as pernas cruzadas e ensine o seu patudo onde se encontra o seu novo “sofá”.

Se só tiver sobras de tecido também as pode reaproveitar: pode fazer um osso para o seu cão brincar. Como?

Ideia original de Claire Armstrong

Crie o molde em papel, desenhe-o sobre duas sobras de tecido e recorte-as. O passo seguinte é coser ambos os moldes, mas deixar pelo menos cinco milímetros por fechar. Quando terminar, coloque o enchimento, que também pode ser um brinquedo, sobretudo um “squeaker”, porque os cães adoram o barulho, e, de seguida, cosa os milímetros que faltavam. Se tiver aproveitado uma parte do tecido que tinha bolso, pode lá colocar uma guloseima e tornar o brinquedo mais interessante. 

Fácil, não é? E assim, ao mesmo tempo que cria acessórios únicos para o seu fiel companheiro, está a contribuir para um planeta mais sustentável. É como se diz: grão a grão…