Recicla

Monsanto: o pulmão verde de Lisboa

O maior parque florestal urbano da Europa fica em Monsanto. Considerado pulmão verde de Lisboa, conta com 900 hectares de área, ocupando quase 10% da capital.

Não faltam opções para se conectar com a natureza e se refugiar da agitação do dia, num registo mais contemplativo ou num registo mais ativo. Seja como for, aproveite para apurar os sentidos da visão, na mira de esquilos ou borboletas, e da audição, para escutar os diferentes pássaros que ali procuram refúgio.

Miradouros
Numa viagem pelas paisagens mais elevadas de Monsanto, espreite os miradouros que lhe oferecem vistas distintas sobre Lisboa. Há, pelo menos, seis que não o vão deixar indiferente. Espalhados um pouco por todo o parque, cada um deles oferece um novo olhar sobre a cidade. Por exemplo, o miradouro do Moinho das Três Cruzes proporciona uma vista muito abrangente sobre Sete Rios, já o do Alto da Serafina mostra parte da capital porcima da copa das árvores. O conhecido Panorâmico revela o vale de Alcântara e parte da margem sul, enquanto o do Keil do Amaral permite alcançar a Tapada da Ajuda e a ponte 25 de Abril.

Bicicleta
Outra forma de se envolver com este espaço florestal é através de percursos de BTT. Para percorrer Monsanto sobre duas rodas há 42 km de pista em mais de dez trilhos de muita adrenalina. É o caso do Trilho do Mocho, num terreno irregular com muitas curvas, ou o do Aqueduto, que culmina junto ao monumento que lhe dá o nome, proporcionando, ao longo do caminho, o contacto com valas que proporcionam pequenos saltos e muita diversão.  

Caminhadas
A uma velocidade mais lenta e mais atenta aos detalhes das árvores, flores e animais que vivem neste refúgio da cidade, as caminhadas são também uma opção para passar o tempo. Há vários percursos pedestres a considerar, com dificuldades e extensões diferentes. Por exemplo, a Volta do Planalto, fácil, oferece 7 km circulares por entre pinheiros-mansos e ciprestes-do-Buçaco, e, com alguma sorte, permite vislumbrar esquilos. Outras opções são a Rota da Água, também de reduzida dificuldade e circular, que acompanha os respiradouros do aqueduto e proporciona uma vista ampla sobre Lisboa, e a Rota da Biodiversidade, para quem gosta de longos passeios, pois terá pela frente 14 km onde o verde da floresta de Monsanto se liga ao azul do rio Tejo.

Parques infantis
Para um registo mais tranquilo, pode optar por descansar acompanhado de um livro enquanto os mais novos brincam num dos parques infantis de Monsanto. O do Alto da Serafina e o do Alvito são ideais para umas horas de diversão ao ar livre.

Seja qual for a atividade que escolher, deixe-se envolver pela biodiversidade local, respeitando sempre as regras de preservação e não deixando quaisquer marcas, além das pegadas.