Recicla

Natura Glamping: respeito pela biodiversidade na Serra da Gardunha

Lado a lado com a natureza exuberante do local, o respeito pela biodiversidade e pela resiliente população local é uma constante nos pequenos e nos grandes gestos deste glamoroso alojamento

Quando se goza de uma vista tão abrangente como a que é oferecida pelo Natura Glamping, para a Cova da Beira e a serra da Estrela, a Natureza envolvente oferece renovado impacto. É em plena serra da Gardunha, a 925 metros de altitude, que este projeto familiar do casal Helga Correia e Jorge Pessoa promove o contacto direto com a biodiversidade — na Gardunha habita uma espécie vegetal única no mundo, a Asphodelus Bento Rainhae — mas também o património, a gastronomia e os costumes da região, nunca esquecendo a sustentabilidade.

No Natura Glamping, tanto para a novíssima casa de madeira e vidro, com um jacuzzi para dois, inaugurada este verão, como para as já existentes Casa do Guarda e as seis Domos Geodésicas, foram utilizados materiais sustentáveis e ecológicos. Mais, a própria configuração dos alojamentos foi pensada para ajudar à eficiência energética.

Enquadrado na área protegida paisagística da Serra da Gardunha, o Natura Glamping, além de respeitar a natureza em todas as vertentes — abraçando uma política ambiental abrangente que vai da construção ao quotidiano assume como “missão” sensibilizar os hóspedes para a proteção da fauna e flora. A pedido, é oferecida uma árvore para que as crianças possam plantar e acompanhar o seu crescimento.

Natura Glamping (3)

Image 3 of 3

No dia-a-dia, o consumo de água, proveniente na sua maioria das minas da serra da Gardunha, é limitado por redutores de caudal e temporizadores. O espaço utiliza painéis solares fotovoltaicos e solares térmicos para aquecimento de água e produção de energia. Mas lá fora também há bons exemplos: a piscina infinita utiliza água salgada para evitar o cloro e reaproveita o excesso de energia dos painéis solares para aquecer a água. Também nos consumíveis está patente a preocupação ambiental, expressa na utilização de produtos de limpeza biodegradáveis, produtos de higiene pessoal biológicos e biodegradáveis — produzidos localmente no Fundão — e papel reciclável.

Todos os produtos consumidos e vendidos no empreendimento são locais e privilegiam-se os sazonais e biológicos. Até o vinho é exclusivamente da região — todos os néctares são produzidos a uma distância máxima de 40 km. “Ajudamos a dinamizar a produção local”, sublinha Jorge Pessoa, que anuncia como grande novidade deste ano a criação de uma horta biológica, que fornece este alojamento e também o restaurante Alkimya, dos mesmos proprietários, situado na Covilhã.

Caminho da Casa do Guarda, Alcongosta, Fundão. Tel.: 933529451