Recicla

Núria Madruga: “Os hábitos sustentáveis têm de ser uma obrigação e não uma opção”

A atriz Núria Madruga não se lembra de quando começou a reciclar, mas afirma que este gesto tem “uma importância grande” no seu dia a dia. Ciente de que “pequenas atitudes podem ter uma importância grande no futuro”, procura reduzir o consumo de plástico e poupar água, ao mesmo tempo que sensibiliza os filhos para estas temáticas.

Enquanto atriz e figura pública, sente ter responsabilidades na promoção de hábitos sustentáveis?
Acho que deve passar por todos e não só por quem tem uma profissão com alguma visibilidade. Claro que numa geração em que as redes sociais predominam, e em que conseguimos estar mais próximos de quem nos acompanha, é, de facto, importante que o façamos. Mas, hoje em dia, a informação que há sobre o que podemos fazer está completamente acessível a todos, por isso tem de ser uma obrigação e não uma opção. 

Essa preocupação está presente nas marcas a que se associa, isto é, influencia as suas escolhas?
Sim, claro. Quando começamos a tomar consciência de que pequenas atitudes podem realmente ter uma importância grande no nosso futuro, já não conseguimos voltar atrás. E, felizmente, muitas marcas já o fazem também.

Recicla? Há quanto tempo a reciclagem faz parte das suas rotinas diárias?
Sim, há alguns anos, não sei precisar quantos. Mas estamos sempre a aprender e a tentar melhorar neste aspeto.

Qual a principal dúvida que tem relativamente a este processo?
Se realmente tudo o que vai para os ecopontos é aproveitado. 

Qual a importância que atribui à reciclagem?
Uma importância grande, está presente no meu dia a dia. Na escolha dos produtos do supermercado, até. É, sobretudo, uma tentativa de reduzir lixo e de reaproveitar o que pode ter uma nova utilidade.

Neste período em casa adotou novas regras relativas ao ambiente?
Neste período em que estivemos mais tempo em casa houve, realmente, uma preocupação maior. Por exemplo, com as torneiras abertas, com o gasto excessivo de energia e preocupámo-nos em reutilizar a maioria das coisas.

Três regras de sustentabilidade que façam parte do seu dia a dia.
Reciclar, poupar água e tento reduzir, cada vez mais, o plástico que usamos. 

Os seus filhos já têm algumas preocupações com o ambiente? Se sim, quais?
Eles têm essa preocupação desde sempre, porque sempre me viram cá em casa a separar para o ecoponto e estou sempre a alertar para a duração dos banhos. Mas a escola também tem tido um papel fundamental, falam imenso sobre este tema e a maioria dos trabalhos são feitos com materiais reciclados. Acho esta nova geração muito mais preparada para esta realidade e noto que têm muito mais consciência de que a preservação do Planeta depende de todos os nossos hábitos. Já tiveram muitas vezes a iniciativa de pegar num saco e apanhar o lixo que, infelizmente, vemos todos os anos nas praias.