Recicla

Os erros que está a fazer durante a reciclagem

Começar a fazer reciclagem é, só por si, uma iniciativa que merece todos os aplausos. Mas de certeza que há uma ou outra prática que pode melhorar

Não chega montar um ecoponto caseiro e seguir o seu instinto, até porque nestas questões dos resíduos, há mudanças subtis. Por exemplo, a caixa da pizza é de cartão, por isso, logicamente iria para o ecoponto azul. No entanto, e se estiver com muita gordura, deve ser depositada junto com os resíduos orgânicos. São estes e outros equívocos comuns que nos propomos a esclarecer:

Guardanapos. São de papel e, por isso, o primeiro impulso e deitá-los no ecoponto azul. Mas à semelhança do que acontece com as caixas de pizza, também estes resíduos devem ser depositados no contentor dos orgânicos. O mesmo para o papel de cozinha e os lenços de papel.

Medicamentos. Não é por terem uma caixa de cartão ou uma embalagem em alumínio que devem ser depositados no ecoponto. O ideal é entregá-los na farmácia, que tudo irá fazer para que sigam um ciclo que não contamine a fauna e a flora.

Nem todo o vidro vai para o vidrão. Um espelho partiu-se em casa, o pirex dos assados já está rachado ou a lâmpada da sala fundiu. Saiba que em nenhuma destas situações os resíduos devem ser colocados no vidrão. Como não fundem à mesma temperatura que as garrafas ou os boiões de frascos de vidro — esses, sim, destinados ao vidrão — se forem colocados no ecoponto podem inviabilizar todo o lote de vidro reciclado.

Eletrodomésticos. Não é para deitar no lixo comum, nem no ecoponto amarelo, nem tão-pouco para deixar na rua. Os eletrodomésticos devem ser depositados no Eletrão, pontos de recolha espalhados pelo país, normalmente em hipermercados. Se em vez de eletrodomésticos tiver móveis que já não usa, pode pedir à câmara municipal da sua zona de residência para que faça a recolha em sua casa, sem custos.

No azul, só papel e cartão. Neste ecoponto não devem ser depositados autocolantes, papel plastificado, película aderente, papel de alumínio ou fotografias.

É possível reciclar produtos com vários materiais. Por exemplo, aqueles sacos onde embalam o pão nos supermercados que, ainda que sejam de papel, têm uma parte em plástico para ser possível ver o seu interior. Nesse caso, o ideal é separar as duas partes e depositar o papel no ecoponto azul e o plástico no amarelo. Quando isso não for possível e sempre que a embalagem contenha vários materiais, pode ser colocada no ecoponto do material predominante. Neste caso, o material predominante é o papel e, por isso, se o saco não estiver sujo com gordura, pode ser colocado no ecoponto azul.

Não é preciso separar rótulos e tampas. Nenhum rótulo é necessário retirar pois o processo de reciclagem trata disso. No caso das tampas de plástico em garrafas de plástico o melhor é deixá-las junto com a garrafa. Em garrafas ou frascos de vidro com tampa de metal ou plástico, se conseguir separá-las e colocar no ecoponto do seu material, melhor!