Recicla

Pestana Troia Eco-Resorts & Residences: seguir os mandamentos da sustentabilidade

Porque “somos apenas hóspedes do Planeta”, este resort em Troia segue os “10 Mandamentos da Sustentabilidade” e deixa um desafio aos visitante e aos parceiros

Num incrível cenário natural como o que a península de Troia oferece, a preocupação com o impacto ambiental revela-se desde a origem do empreendimento que ocupa uma área de 100 hectares com apenas 10% a albergar as 180 casas integradas na paisagem, rodeadas de vegetação e espaços verdes. As infraestruturas foram concebidas numa ótica ecológica e a envolvência das villas tem por base a preservação do ambiente e das espécies naturais da região.

Em todo o grupo Pestana, o “Planet Guest – Somos apenas Hóspedes do Planeta” prevê a redução de 50% de plástico não reutilizável até 2020 e começou a ser aplicado há cerca de uma década. Mas nesta unidade a intenção é ir mais longe. Para isso, uma campanha de sensibilização desafia todos os visitantes a respeitarem o espaço envolvente através de premissas como ter em conta a fragilidade do espaço; reduzir o consumo de tudo o que tiver impacto ambiental negativo; promover a conservação de energia e fazer uso controlado da água; reciclar; plantar apenas espécies autóctones; não perturbar animais nem plantas; caminhar ou usar a bicicleta sempre que possível; respeitar a privacidade e integridade do que nos rodeia; deixar apenas pegadas e não levar lembranças de áreas naturais, apenas boas memórias. Recorde-se que o resort faz fronteira com o magnífico areal, quase deserto, ao qual se acede através de passadiços de madeira, que também protegem a zona dunar.

Pestana Troia Eco-Resorts & Residences (1)

Image 1 of 3

Aqui, o exterior é tão importante como o que se revela dentro de portas. Nos espaços verdes do Pestana Troia Eco-Resort, tanto na construção como na manutenção existe desde logo um cuidado especial na escolha das espécies vegetais, de maioria autóctone, provenientes de um viveiro que recolhe as espécies no seu habitat natural, materiais de cobertura e tipo de rega. A utilização de uma cobertura de mulching – neste caso caruma de pinheiro, um recurso natural que resulta da limpeza da mata – e a rega localizada – através de água bruta, não tratada – permite reduzir o consumo, fornecendo às plantas apenas a quantidade de água necessária para o seu desenvolvimento. Evitam-se, deste modo, perdas de água superficial e evaporações, diminuindo a temperatura do solo e o efeito do vento.

No que concerne ao combate a pragas, são adotadas práticas preventivas, amigas do ambiente, como predadores naturais e armadilhas – para a processionária (inseto), vespas e nemátodes – para diminuir o uso de pesticidas.

EN 253-1, Troia. Tel.: 265 240 150