Recicla

Poupar água é com a Dynamic Flow

Todos sabemos que o banho é uma potencial fonte de desperdício de água. Mas, e se houvesse um chuveiro que contribuísse para poupar este recurso valioso?

A resposta à pergunta acima dá pelo nome de Dynamic Flow. É um chuveiro português que ajuda a poupar até 33 litros de água num único banho. Cristóvão Oliveira, CEO da empresa Dream For It, é o mentor do projeto, que surgiu no decorrer de uma conversa sobre o tempo de espera para a temperatura ideal de um duche.

 A ideia nasceu em 2014 e, depois de estudos, protótipos, testes e modelos, o chuveiro chega ao mercado em 2017, pronto a ajudar famílias de quatro elementos a poupar mais de 120 litros de água por dia. O sistema tecnológico do Dynamic Flow permite criar e gravar diversos perfis de utilizadores, cada um com as suas características, sobretudo no que diz respeito à temperatura do banho.

Incorpora um depósito com uma capacidade de dez litros, que armazena a água fria que vem das tubagens desde a fonte de aquecimento até à torneira. Só quando esta atinge a temperatura pretendida, é que começa a ser disponibilizada.

Cristóvão Oliveira refere que este depósito tem várias funções: ajuda a temperar a água sem recorrer à fonte original e “se, porventura, durante o banho não se gastar toda a que está no depósito, esta pode ser utilizada posteriormente para limpeza”.

Com este sistema é possível poupar cerca de 33 litros de água por duche. Com um chuveiro normal, em média, são gastos pelo menos oito só enquanto se espera que a temperatura atinja o ponto certo e depois entre 20 a 25 litros quando se passa champô e gel de banho com a torneira aberta. Ora, o sistema Dynamic Flow “percebe” que o utilizador não está a usar a água, desligando-a e voltando a ligá-la à temperatura a que estava.

Além da poupança hídrica, há também poupança de energia: por um lado, por não ser necessário voltar a aquecer a água e, por outro, porque este equipamento produz energia hidroelétrica de forma a alimentar o seu sistema eletrónico.

Este chuveiro permite ainda criar uma “espécie de jogo”, como diz Cristóvão Oliveira: é que, a partir do consumo de cada utilizador, é possível construir de rankings de gasto e de poupança, aferindo qual o membro da família que toma banhos mais sustentáveis.