Recicla

Quem disse que aprender não pode ser divertido?

Sem ideias para ocupar os mais pequenos neste tempo em casa? Deixamos uma dose de sugestões para brincarem e aprenderem ao mesmo tempo. Sem perder o foco na sustentabilidade.

A pouco e pouco, vão-se retomando as atividades no exterior. Mas ficar em casa ainda deve ser a regra. O que significa que, à medida que o tempo passa, pode ser mais difícil a pais e professores ocupar os mais novos.

A pensar nisso, propomos algumas atividades que são, ao mesmo tempo, lúdicas e pedagógicas:

  • Academia Ponto Verde – Com um website renovado, mas mantendo o foco na sensibilização ambiental, a Academia Ponto Verde adaptou os seus conteúdos a estes novos tempos. Aqui, os professores podem ficar a par de diversos desafios para lançar aos alunos em casa e, posteriormente, partilhar nas redes socias, com a #AcademiaemCasa, assim como encontrar formas mais interativas de abordar a temática ambiental. Há também cadernos de atividades e fichas informativas para consolidar a matéria aprendida de forma mais dinâmica.
  • Jardim Zoológico de Lisboa – Também aqui os programas educativos foram adaptados, adequando-se a todos os níveis do ensino obrigatório. Entretanto, já reabriu, mas continua a ser possível uma visita através do computador: o zoo em casa continua, estando disponível online um calendário com os dias, as horas e as matérias a abordar em cada sessão. As crianças em idade pré-escolar podem ficar a conhecer melhor o mundo animal e o porquê de algumas espécies estarem em vias de extinção; o primeiro ciclo do ensino básico, aprende a distinguir vários tipos de habitats assim como diferentes características entre animais selvagens e domésticos. Já nos segundo e terceiro ciclos as temáticas vão ao encontro das matérias lecionadas na disciplina de ciências da natureza e no ensino secundário complementam os conhecimentos adquiridos em Biologia. No final de cada sessão, todos os alunos realizam uma visita guiada virtual.
  • Dar a Mão à Floresta – Este é um projeto da empresa The Navigator Company, que disponibiliza online iniciativas educativas dirigidas aos mais novos, sensibilizando-os para a importância de proteger e valorizar a floresta nacional. Estas iniciativas contemplam episódios de desenhos animados que dão vida às personagens do universo “Dá a Mão à Floresta”, histórias infantis – “Contos da Floresta”, concertos musicais – “Floresta Musical”, workshops educativos – “Atelier da Floresta”, jogos interativos e passatempos.
  • Oceanário – O aquário já reabriu, mas, para quem não tem possibilidade de se deslocar a Lisboa, continua a ser possível aceder aos conteúdos educativos, através dos programas “Em casa a ver o mar” e  “Na escola a ver o mar”. Há atividades como “A hora do recreio” ou “Férias debaixo de água”, bem como aulas virtuais.