Recicla

Uma horta em casa? Isso é CGarden

Comprar legumes ou fruta fresca é uma das razões que leva mais pessoas a abrir exceções ao isolamento social e a sair diariamente à rua. Mas, e se pudesse uma horta no terraço ou no quintal?

A pensar nisso, a IHT, uma empresa portuguesa que se dedica a soluções inovadoras para a habitação, criou a CGarden, uma estrutura que permite plantar frutas, hortícolas ou ervas aromáticas de forma sustentável.

As CGarden são caixas de tamanhos variados onde é possível cultivar diversas plantas sem se ser expert em agricultura, pois incluem sistemas de rega, fertilização e ventilação que dão saúde e rapidez de desenvolvimento à sua horta.

Por esta altura, pode estar a questionar-se: então, mas, se a atividade agrícola é uma das mais poluentes, como pode esta ideia ser sustentável? Mas é. Este modelo criado por Marco Duarte começa por ser uma estrutura reciclável e com uma durabilidade de cerca de 30 anos. Permite reduzir o consumo de água, uma vez que recolhe e armazena diretamente a das chuvas, e convida a aproveitar os resíduos orgânicos para a produção de fertilizantes biológicos, através do seu sistema de compostagem. Sem falar que contribui para a redução do consumo de energia inerente à produção, embalamento, transporte e refrigeração dos alimentos.

A juntar a estas vantagens sustentáveis, revela-se ergonómica, pois permite tratar das plantas em pé e “de forma confortável”, garante o criador do projeto. O seu distanciamento do chão reduz também o aparecimento de pragas e aumenta em 130% a capacidade de armazenar água, o que faz com que se possa estar algum tempo ausente da horta sem grandes preocupações.

Com este sistema de funcionamento, Marco Duarte afirma que “não é necessário saber muito para começar”: “Eu próprio era um total desconhecedor quando comecei a desenvolver a minha horta e, na verdade, são as próprias plantas que nos dizem o que fazer, se estivermos com alguma atenção”, comenta.

Além dos alimentos biológicos e saudáveis, uma horta em casa pode proporcionar bons momentos em família – afinal, os mais pequenos estão sempre prontos a mexer na terra… E pode ser terapêutico, nestes dias de confinamento: cuidar das plantas é relaxante, ajuda a passar o tempo e a libertar as emoções para algo positivo.