Recicla

Use máscara, mas… não mascare o ambiente

Nestas férias, além do protetor solar, há novos acessórios que devem andar consigo, para onde quer que vá. Falamos das máscaras, viseiras, luvas e álcool gel.

São acessórios que entraram no quotidiano devido á pandemia de Covid-19 e que são indispensáveis para prevenir o contágio – evitar ser infetado e evitar infetar outros (afinal, há muitas pessoas assintomáticas, isto é, que têm o vírus, mas não sabem porque não exibem sintomas).

E, de férias ou não, é obrigatório usar máscara no interior de estabelecimentos – lojas, cafés, restaurantes e apoios de praia. Por isso, é preciso incluí-las na bagagem, na companhia de uma embalagem de álcool gel, útil para desinfetar as mãos ou objetos quando se está fora de casa.

Mas, em nome da saúde e do ambiente, depois da utilização, há alguns cuidados que deve ter com estes resíduos.

Assim, devido ao risco de contágio e por não se tratarem de embalagens, máscaras, viseiras e luvas não devem ser colocadas para reciclagem. Os lenços de papel utilizados para evitar o contacto direto com maçanetas e botões de espaços públicos também não podem ser colocados no ecoponto.  Para onde vão então? Para o lixo indiferenciado.

O álcool gel é tão eficaz como a lavagem das mãos, recomendada pela Direção-Geral de Saúde. Por isso, sempre que seja possível, opte por uma higienização à base de água e sabão. Mas, quando não for, recorra aquele produto desinfetante, sendo que quando as embalagens estiverem vazias – e porque são de plástico – deve colocá-las no ecoponto amarelo. 

Torne o verão mais verde. Prefira máscaras reutilizáveis e dê várias utilizações à sua viseira – explicamos-lhe, aqui, como pode fazê-lo em segurança.

Outro aspeto importante é não abandonar estes resíduos no chão ou no areal, pois o que não acaba no lixo pode acabar no mar. Os acessórios de proteção, incluindo as máscaras cirúrgicas, são feitos de plástico e microplásticos, que, ao chegarem aos oceanos, se desintegram com rapidez, sendo muito difícil recuperá-los.

São pequenos gestos que fazem a diferença. Proteja-se e proteja o ambiente. Afinal, a sustentabilidade não vai de férias…